pexels-henry-&-co-1939485.jpg

DEMACESC: Desenvolvimento de Materiais Cerâmicos Sustentáveis na Construção Civil

1/1
cnpq-logo.png
logo-original-fundo-claro.png
ppgec.jpg
LINCE-01.png

O desenvolvimento de materiais sustentáveis é uma área de pesquisa de significativa importância considerando os impactos positivos desde um ponto de vista econômico, social e ambiental. Neste sentido, a indústria da construção tem uma elevada contribuição na demanda de materiais derivados de processos altamente contaminantes e consumo energético. Entres estes materiais, é de ressaltar os cerâmicos e o cimento, como consequência dos tratamentos térmicos envolvidos durante a sua produção com temperaturas superiores aos 1000 ºC.

Igualmente, estes setores industriais são também reconhecidos pela capacidade de valorizar e reaproveitar diversos tipos de resíduos dentro dos processos produtivos e por tanto existe uma continua avaliação de novas fontes alternativas. O presente projeto tem por objetivo de avaliar e viabilizar o reaproveitamento de resíduos industriais dentro da produção de materiais cerâmicos tradicionais. Será estudado como os resíduos podem afetar o desempenho dos elementos cerâmicos desde um ponto de vista técnico (resistências mecânicas, homogeneidade dimensional, estética e durabilidade em espécimenes a escala laboratorial), assim como parâmetros de produção (extrudabilidade e eficiência do processo). Por tanto a integração entre efeitos do produto final com o impacto em processos produtivos potencializa a real inclusão e aproveitamento destes resíduos numa indústria cerâmica.

 

É importante ressaltar que análises de ciclo de vida dentro da indústria cerâmica mostram que os tratamentos térmicos a elevadas temperaturas são responsáveis numa porcentagem alta do impacto negativo em todas a categorias de estudo. Desse modo, por que não desenvolver materiais cerâmicos livres de processo de calcinação? Assim, a presente proposta também tem por objetivo desenvolver e avaliar cerâmicos quimicamente ligados (ou mais conhecidos como geopolímeros) produzidos em condições próximas as ambientais (temperatura máxima de 80 ºC) para a obtenção de um material que pode ser utilizado como matriz cerâmica em um produto aplicado na construção civil.